Bibliografia

Abreviaturas

DHDP Albuquerque, L. (Dir.). (1994). Dicionário de História dos Descobrimentos Portugueses. 2 vols. Lisboa: Caminho.

FMP Pinto, F. M. (1614). Peregrinaçam. Lisboa: Pedro Crasbeek. Edição digital fac-similar: Biblioteca Nacional de Portugal. Disponível em: http://purl.pt/82

FMPP Alves, J. S. (Dir.). (2010). Fernão Mendes Pinto and the Peregrinação. 4 vols. Lisbon: Fundação Oriente.

GT Lagoa, V. (1950-53). Glossário Toponímico da Antiga Historiografia Portuguesa Ultramarina. 4 vols. Lisboa: Junta de Investigações Coloniais.

Do autor do site sobre a Peregrinação

Canosa, A. X., & Brosig, B. (2021). Mongolian place names in Fernão Mendes Pinto’s Peregrinação, Acta Orientalia Academiae Scientiarum Hungaricae74(2), 223-239.  https://akjournals.com/view/journals/062/74/2/article-p223.xml

Canosa, A. X. (2019). Referentes por coordenadas e georreferências relativas das entidades geográficas mencionadas na Peregrinação. In C. Pazos Alonso, V. Russo, R. Vechi & C. Ascenso (Eds.), De Oriente a Ocidente: Estudos da Associação Internacional de Lusitanistas (vol. I, pp.11-34). Coimbra: Angelus Novus. https://lusitanistasail.press/index.php/ailpress/catalog/book/164

Canosa, A. X. (2017). Algumas interseções disciplinares na recuperação da geografia da Peregrinação de Fernão Mendes Pinto. Fluxos e Riscos, 2(2), 23-43. http://www.academia.edu/35547657/Fluxos_and_Riscos_Vol.2_No_1_2017_

Canosa, A. X. (2015). Estudo, selecção e classificação de entidades geográficas para um mapa global da “Peregrinação”. Boletim da Academia Galega da Língua Portuguesa, 8, 23-34. https://www.academia.edu/33777912/Estudo_selec%C3%A7%C3%A3o_e_classifica%C3%A7%C3%A3o_de_entidades_geogr%C3%A1ficas_para_um_mapa_global_da_Peregrina%C3%A7%C3%A3o

Canosa, A. X. (2013). Notas biográficas e estudo das referências documentais de Fernão Mendes Pinto. Veredas, 20, 9-34. http://ojs.lusitanistasail.org/index.php/Veredas/article/view/2

Bibliografia geral para o estudo histórico da toponímia da Peregrinação

Albuquerque, L. (1983). Ciência e experiência nos Descobrimentos Portugueses. Lisboa: Instituto de Cultura e Língua Portuguesa

Albuquerque, L. (1987). As navegações e a sua projecção na ciência e na cultura. Lisboa: Gradiva

Albuquerque, L. (1989a). Introdução à História dos Descobrimentos Portugueses (3a ed. revista). Sintra: Europa América.

Albuquerque, L. (Dir.). (1989b). Portugal no Mundo. 2 vols. [Lisboa]: Alfa.

Albuquerque, L. (Dir.). (1994). Dicionário de História dos Descobrimentos Portugueses. 2 vols. Lisboa: Caminho.

Almeida, I. (Org.). (2017). Peregrinaçam 1614. Universidade de Lisboa: Centro de Estudos Clássicos.

Alves, J. S. (Dir.). (2010). Fernão Mendes Pinto and the Peregrinação. 4 vols. Lisbon: Fundação Oriente.

Alves, J. S., & Manguin P. (1997). O Roteiro das Cousas do Achem de D. João Ribeiro Gaio: Um olhar português sobre o Norte de Samatraem finais do século XVI. Lisboa: Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses.

Aubin, J. (1996). Le Latin et l’Astrolabe. Recherches sur le Portugal de la Renaissance, son expansion en Asie et les Relations Internationales. Lisbonne / Paris: Centre Culturel Calouste Gulbenkian / Commission Nationale pour les Commémorations des Découvertes Portugaises.

Barreto, L. F. (2000). Lavrar o Mar. Os Portugueses e a Ásia. Lisboa: Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses.

Biedermann, Z. (Org.). (2010). Indexes. In J. S. Alves (Dir.), Fernão Mendes Pinto and the Peregrinação (Vol. 4). Lisbon: Fundação Oriente.

Boxer, C. R. (1977). The Portuguese Seaborne Empire 1415- 1825. London: Hutchinson.

Boxer, C. R. (1989). O Grande Navio de Amacau (4a ed.). Lisboa: Fundação Oriente / Museu e Centro de Estudos Marítimos de Macau.

Carvalho, R. B. (2006). La présence portugaise a Ayuttahaya (Siam) aux XVIe et XVIIe siècles. (Tese de Mestrado, Ecole Pratique des Hautes Etudes, Paris).

Chandeigne, M. (Dir). (1996). Goa 1510-1685. L’Inde portugaise, apostolique et commerciale. Paris: Autrement.

Cortesão, J. (1981). Os Descobrimentos Portugueses. (3a ed.). 6 vols. Lisboa: Livros Horizonte.

Costa, J. P. A. O. (1995). A Descoberta da Civilização Japonesa pelos Portugueses. [sem indicação de lugar]: Instituto Cultural de Macau / Instituto de História de Além Mar.

Couto, P. (2012). The Marvellous Travels of Fernando Mendez Pinto across the Low Countries: Translation, Appropriation and Reception. PhD diss., Universidade de Lisboa. Disponível em: http://hdl.handle.net/10451/6610

Ferrand, G. (1922). L’empire sumatranais de Crivijaya. Paris: Librairie Orientaliste Paul Geuthner.

Flores, M. C. (1991). Os Portugueses e o Sião no Século XVI. [Lisboa]: Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses.

Flores, Alexandre M., Reinaldo Varela Gomes, & R. H. Pereira de Sousa. (1983). Fernão Mendes Pinto. Subsídios para a sua Bio-Bibliografia. [Almada]: Cámara Municipal da Almada.

Gomes, R. V. (1983). Roteiro Geográfico através da Peregrinação. In A. M Flores, R. V. Gomes, & R. H. P. Sousa. Fernão Mendes Pinto. Subsídios para a sua Bio-Bibliografia (pp. 81-167). [Almada]: Cámara Municipal da Almada.

Graça, L. (1989). Os Portugueses na Etiópia; as duas primeiras embaixadas e a acção dos jesuítas. In L. Albuquerque (Dir.), Portugal no Mundo (Vol. 2, pp. 135-142). [Lisboa]: Publicações Alfa.

John, K. J. (1998). International trade in Cochin in the 16th century. In A. T. Matos & L. F. F. R. Thomaz (Eds.). A Carreira da Índia e as Rotas dos Estreitos (pp. 295-308). Angra do Heroismo: Actas do VII Seminário Internacional de História Indo-Portuguesa.

Lagoa, V. (1950-53). Glossário Toponímico da Antiga Historiografia Portuguesa Ultramarina. 4 vols. Lisboa: Junta de Investigações Coloniais.

Leider, J. P. (2010). Southeast Asian Buddhist Monks in The Peregrinação. Tracing the Rolins of Fernão Mendes Pinto in the Eastern Bay of Bengal. In J. S. Alves (Dir.). Fernão Mendes Pinto and the Peregrinação (Vol. 1, pp. 145-162). Lisbon: Fundação Oriente.

Loureiro, R. M. (1996). Em busca das origens de Macau. Lisboa: Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses.

Marques, A. P. (1991). A Historiografia dos Descobrimentos Portugueses. Coimbra: Livraria Minerva.

Marques, A. P. (1996). A Cartografia Portuguesa do Japão. The Portuguese Cartography of Japan. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda.

Meyer, M. C., Sherman,W. L., & Deeds, W. L. (2007). The Course of Mexican History (8th ed.). New York / Oxford: Oxford University Press.

Moraes, W. (1920). Fernão Mendes Pinto no Japão. In O Comércio do Porto, (Sep). Reedição e introdução de Ana Paula Laborinho (2004). Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda.

Pinto, C. A. (2007). A Misericórida de Diu: o castelo, a igreja e o hospital. In A. F. Meneses, & J. P. O. Costa (Eds.). O Reino, as Ilhas e o Mar Oceano. Estudos em homenagem a Artur Teodoro de Matos (Vol. 2, pp. 771-784). Ponta Delgada, Lisboa: Universidade dos Açores / CHAM.

Pinto, F. M. (1989). Peregrinação & Cartas. 2 vols. Lisboa: Fernando Ribeiro de Mello / Edições Afrodite.

Rodrigues, V. L. G. (2007). O Município de Goa, peça fundamental para a afirmação e sobrevivência do ‘Estado da Índia. In A. F. Meneses, & J. P. O. Costa (Coords.). O Reino, as Ilhas e o Mar Oceano. Estudos em homenagem a Artur Teodoro de Matos (vol. 2, pp. 669-684). Ponta Delgada, Lisboa: Universidade dos Açores / CHAM.

Subrahmanyam, S. (1998). The trading world of the western Indian Ocean, 1546-1565: A political interpretation. In A. T. Matos & L. F. F. R. Thomaz (Eds.), A Carreira da Índia e as Rotas dos Estreitos (pp. 207-227). Angra do Heroismo: Actas do VII Seminário Internacional de História Indo-Portuguesa.

Subrahmanyam, S. (1990). Profit at the Apostle’s feet: the Portuguese in the 16th century São Tome de Meliapor. In J. Aubin (Ed.), La decouverte, le Portugal et l’Europe (pp. 217-233). Paris: Fondation Calouste Gulbenkian / Centre Culturel Portugais.

Tavim, J. A. R. S. (2002). A cidade Portuguesa de Santa Cruz de Cochim ou Cochim de Baixo. Algumas Perspectivas. In L. F. Thomaz (Ed.), Aquem e Alem da Trapobana. Estudos Luso-Orientais à memória de Jean Aubin e Denys Lombard (pp. 135-189). Lisboa: CHAM / Universidade de Lisboa.

Thomaz, L. F. F. R. (1998). A questão da pimenta em meados do século XVI. In A. T. Matos & L. F. F. R. Thomaz (Eds.), A Carreira da Índia e as Rotas dos Estreitos (pp. 37-206). Angra do Heroismo: Actas do VII Seminário Internacional de História Indo-Portuguesa.

Thomaz, L. F. F. R. (2002). O malogrado estabelecimento oficial dos portugueses em Sunda e a islamização de Java. In L. F. Thomaz (Ed.), Aquem e Alem da Trapobana. Estudos Luso-Orientais à memória de Jean Aubin e Denys Lombard (pp. 381-618). Lisboa: CHAM / Universidade de Lisboa.
Thomas, N. (1993-1999) (Series Ed.). Mercator Media Guide. 3 vols. Wales: University of Wales Press.

Vittrant, A. (2010). Aire linguistique Asie du Sud-Est continentale: le birman en fait-il partie?. Moussons. Recherche en sciences humaines sur l’Asie du Sud-Est, 16, 7-38. Disponível em: http://moussons.revues.org/94

Wheeler, C. (2010). A Coastal Paronama of Cochinchina (Vietnam) and Champa in the Peregrinação. In J. S. Alves (Dir.), Fernão Mendes Pinto and the Peregrinação (Vol. 1, pp. 163-184). Lisbon: Fundação Oriente.

Fontes

Bluteau, R. C. R. (1712-28). Vocabulario portuguez e latino, aulico, anatomico, architectonico, bellico, botanico, brasilico, comico, critico, chimico, dogmatico, dialectico, dendrologico, ecclesiastico, etymologico, economico, florifero, forense, fructifero… Coimbra: Collegio das Artes da Companhia de Jesu. Edição digital fac-similar: Biblioteca Nacional de Portugal. Disponível em http://purl.pt/13969

Cruz, F. G. (1570). Tractado em que se cõtam muito por estẽso as cousas da China cõ suas particularidades e assi do reyno dormuz. Euora: Andre de Burgos. Edição digital fac-similar: Biblioteca Nacional de Portugal. Disponível em: http://purl.pt/26733

Pereira, B. (1647). Thesouro da Lingoa Portugueza. Lisboa: Paulo Craesbecck. Edição digital fac-similar: Biblioteca Nacional de Portugal. Disponível em: http://purl.pt/29129

Pinto, F. M. (1614). Peregrinaçam. Lisboa: Pedro Crasbeek. Edição digital fac-similar: Biblioteca Nacional de Portugal. Disponível em: http://purl.pt/82

Pinto, F. M. (1653). The voyages and adventures, of Fernand Mendez Pinto, a Portugal … done into english by H. C. Gent. London : printed by J. Macock, for Henry Cripps, and Lodowick Lloyd. Edição digital fac-similar: Biblioteca Nacional de Portugal. Disponível em: http://purl.pt/16425